TMC

Substâncias que surgem da digestão de gorduras, sendo chamadas de triglicerídeo de cadeia média. Trabalha poupando carboidratos e elevam os ácidos graxos plasmáticos auxiliando na oxidação lipídica. É uma fonte rápida de energia e ajuda na melhora do desempenho físico. Se estiver em sua forma mais concentrada e for utilizada, pode causar problemas intestinais.

Sais de Fosfato

São sais que contêm os radicais de fosfato que atuam como carregadoras de oxigênio. Eles realizam o trabalho de tamponamento do ácido lático e melhoram as vias oxidativas com a liberação de oxigênio para os tecidos. Uma desvantagem referente aos sais de fosfato é a sobrecarga nos rins.

Própolis

Substância que é elaborada pelas abelhas, é constituída de 55% de resinas e bálsamos, 30% de cera, 10% de compostos voláteis e 5% de pólen e outros compostos. É utilizado há anos por povos antigos como forma de tratamento para doenças infecciosas. Mas somente nos últimos anos é que foram feitos estudos mais profundos sobre ele. Nas pesquisas foram verificadas propriedades bactericidas, anti-inflamatórias, cicatrizantes e anestésicas. Podem ser encontrados elementos como os flavonoides e os polifenóis, que auxiliam o sistema imunológico. Pode ser encontrado na forma de spray ou em comprimidos.

Glutamina

Um tipo de aminoácido não essencial, encontrado em carnes. A glutamina possui função anabólica que ajuda no crescimento muscular. Realiza o trabalho de metabolismo da proteína e na recuperação muscular e também auxilia na manutenção da função intestinal. Sua utilização visa o ganho de força muscular e a prevenção do tecido que pode ser danificado com a prática de exercícios físicos. Por ser um aminoácido natural produzido no corpo humano, ela não possui efeitos colaterais.

Whey Protein

São proteínas que são isoladas do soro do leite. É uma mistura de beta-lactoglobulina, alfa-lactabumina e albumina sérica. É Utilizado como suplemento por aqueles que buscam ganhar músculos. É mais comum que seja misturado à água ou ao leite para que seja consumido e possui fácil ingestão. Em altas temperaturas, o Whey Protein desnatura e por isso não é recomendado que seja cozinhado no forno.

Esse suplemento não é só utilizado por atletas, mas também por pessoas que buscam uma vida mais saudável. Também pode ser utilizado por gestantes e crianças, mas sempre com a supervisão de um nutricionista. Os benefícios associados a esse suplemento são:

  • Melhora na performance atlética;
  • Crescimento muscular; Maior saciedade;
  • Ação antioxidante;
  • Possui altas concentrações de BCAA e Glutamina;
  • Efeitos sobre o desempenho físico.

O Whey Protein pode ser encontrado em diversas formas. Entre elas:

Concentrado em pó: Pó para o preparo de shakes que possuem pouco carboidrato e gordura. É bom para utilização com alimentos ricos em carboidratos e recomendável para qualquer hora do dia.

Isolado: É o tipo de Whey Protein mais concentrado. Regularmente não possui gorduras e carboidratos. Tem um grande valor biológico e o consumo é recomendado para após a prática de exercícios prolongados e logo após acordar.

Time-release: Esse tipo é composto por grandes peptídeos, evitando a formação do catabolismo (quebra dos músculos). Deve ser consumido principalmente antes de dormir.

Whey líquido e em gel: Na forma em gel é possível obter uma absorção rápida do produto para ser utilizado a qualquer momento.

Ready-to-Drink: São shakes prontos com grande concentração de Whey. Podem ser acompanhados de alimentos ricos em carboidratos e são recomendáveis para substituição de refeições e lanches.

Taurina

É um aminoácido, conhecido também como vitamina B6 e encontrado nos alimentos de origem animal e também produzido pelo homem. É muito utilizado em bebidas energéticas porque possui um efeito desintoxicador. Esse efeito ajuda o fígado a excretar substâncias indesejáveis ao corpo. Auxilia no anabolismo e fortalece os efeitos da insulina. Para aqueles que possuem algum problema nos fins ou fígado, devem consultar o médico previamente antes de consumi-la.

Maltodextrina

Um tipo de carboidrato complexo que é obtido do amido de milho. É recomendável para a prática de exercícios de longa duração, pois contém polímeros de dextrose que são metabolizados de uma forma lenta e vai liberando a glicose na corrente sanguínea. É utilizado principalmente com o intuito de repor o glicogênio muscular. É consumido por maratonistas, jogadores de futebol e pelos praticantes de musculação. Essa substância não causa efeitos colaterais; entretanto, se a pessoa possui diabetes, deve consultar um médico antes de seu uso.

CLA - Ácido Linoleico Conjugado

O ácido linoleico conjugado é um tipo de gordura trans que se refere à mescla de isômeros desse ácido e pode ser encontrado em carnes e produtos lácteos (leite, iogurte, manteiga). É utilizado pelos atletas com o intuito de aumentar a utilização da gordura pelo organismo e, dessa forma, realizar a queima de gordura tendo como consequência o aumento da gordura magra. Além disso, ele melhora o metabolismo e a hiperglicemia. Entretanto, ainda não há estudos completos sobre a eficácia dessa substância. Em 2007, a ANVISA (Agência Nacional de Vigilância Sanitária) proibiu que o CLA fosse comercializado no Brasil sob a alegação de que não eram necessários mais estudos sobre o produto para que ele fosse utilizado.